DESTAQUE

Incorporando o ar condicionado na decoração

15/10/2015

Dependendo da região, ar-condicionado pode ser mesmo uma questão de sobrevivência. Mas como incorporá-lo na casa sem pecar na decoração? Será possível unificar frescor, conforto e beleza? A Arquilego responde: com certeza!


Preparamos essa publicação para mostrar como você pode integrar esse item indispensável em cidades quentes – como a nossa cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro – sem destoar da decoração interior. Quer saber como? Então não deixe de ler!

 

 

Que eles salvam as nossas peles naqueles dias insuportavelmente quentes, todo mundo sabe. O que trazemos de novo aqui são ideias para incorporá-los no seu projeto de decoração. Acompanhe as nossas dicas a seguir! 

 

Tipos de Ar-condicionado

 

Existem diversos tipos de ar-condicionado e certamente vale a pena refletir qual o mais adequado – em tamanho e características – para o ambiente em que será inserido. Isso também afetará suas decisões na hora da decoração, afinal, são tamanhos e formatos diferentes.

 

•    Split: denominação dada a todo equipamento que é dividido em duas partes – condensadora (externa) e evaporadora (interna). Por manter apenas uma parte no interior do ambiente, o que o deixa mais fino, permite que o equipamento seja inserido na decoração de maneira mais discreta.
•    Split Cassete: feito para ser instalado no teto e por isso é mais discreto.

 

 


•    Portátil: feito para apresentar mobilidade. No entanto, não se engane, também são necessárias adaptação.
•    Minisplit: como o nome sugere, é uma versão compacta. Os minisplit ganharam força no mercado nos últimos anos, seguindo a tendência das casas e apartamentos com espaço mais reduzidos. Os menores chegam a medir só 70cm de largura! 
•    Janela: modelo mais “tradicional” e antigo. Costuma ser maior e necessita de instalação em locais como janelas.
 

Qual o mais adequado?

 

Aqui falamos de potência. O BTU é uma medida que calcula quanta energia será necessária para reduzir (ou elevar) a temperatura do ambiente. Existem opções de 7000 a 30000 BTU’s e vale a pena escolher conscientemente – e não no “mamãe mandou”, para não arriscar um espaço que fique “congelante” ou “morno”, colocando seu bem-estar e saúde em risco.
Veja a nossa tabela que elenca a capacidade em BTU’s conforme o tamanho do ambiente e quantidade de sol que recebe.

 

 

Instalação

 

Chame um profissional habilitado para fazer a instalação do aparelho. Pode ser necessário fazer uma pequena obra para preparar a infra-estrutura que o aparelho demanda, como dreno e parte elétrica. Lembre-se: não é uma boa ideia seu ar condicionado ficar escondido atrás de uma cortina ou pano. Isso pode ser até perigoso na medida em que pode atrapalhar o correto funcionamento do aparelho. No entanto, você ainda pode esconder o aparelho com segurança. Veja a foto abaixo.

 

 

Onde colocar os ar-condicionados?

 

Os locais mais comuns são a sala e o quarto. São os ambientes em que passamos mais tempo quando estamos em casa e, por isso, merecem mais atenção quando a ideia é conforto e bem-estar para conviver.


Na sala ou nos quartos, aproveite a arquitetura do local a seu favor. Instale o aparelho sobre portas ou nos cantos para disfarçá-los. Agrupe ou centralize com quadros e móveis como parte da decoração. Com a TV também costuma funcionar bem.

 

No quarto, a melhor posição é instalar sobre a cama. Se preferir, pode optar também por instalar acima da janela, que costuma ser um espaço ocioso. Especialmente se for um minisplit, que é bem discreto e pequeno.

 

E a parte externa? Você pode criar uma espécie de caixa ou mesa para ficar acima do equipamento. Além de protegê-lo, pode virar uma ótima mesa. Mas cuidado para não abafar o seu uso.

 

 

Dicas para Incorporar o ar-condicionado na decoração

 

Se quiser algo mais fácil, saiba que já existem, no mercado, modelos decorados e com tonalidades metálicas para integrar com mais facilidade o ambiente. Além de personalizações que podem deixar seu equipamento digno de qualquer design de interior que se preze.


Caso seja mais do estilo “do it yourelf” (faça você mesmo), algumas outras opções são:

 

•    Ar-condicionado camuflado na parede
Combinar a cor do aparelho com a cor da parede é uma ótima forma de “camuflar” e incorporar na decoração do ambiente.

 

 

 

 

•    Sobre móveis com espaços ociosos
Acima da prateleira de livros, do painel da TV com nichos em volta ou de um armário são, também, boas escolhas, dependendo da localização em relação ao ambiente.

 

 

 

•    Disfarçado entre nichos e prateleiras
Veja como o aparelho abaixo ficou bem disfarçado e incorporado na decoração com o uso de prateleiras e outros objetos decorativos.

 

 

 

E aparte externa? Você pode criar uma espécie de caixa ou mesa para ficar acima do equipamento. Alem de protegê-lo, pode virar uma ótima mesa. Mas cuidado para não abafar o seu uso.

 

 

 

Dica extra: Já existem no mercado modelos decorados e com tonalidades metálicas para integrar com mais facilidade o ambiente. Além de personalizações que podem deixar seu equipamento digno de qualquer design de interior que se preze.

 

 

 

 

 

 

Após analisar a quantidade de BTU’s necessários para o seu ambiente, una economia, funcionalidade e design ao seu estilo nos modelos disponíveis no mercado:

 

 

 

Para redação do artigo, escolhemos o modelo Split por se tratar de um equipamento que pode ser incorporado mais facilmente ao ambiente, sem grande comprometimento do projeto de decoração. Mas use a imaginação e aproveite algumas dicas já passadas para incorporar o seu aparelho tradicional na decoração do seu ambiente.

E se precisar de alguma ajuda, fale com a Arquilego.

 

 

Please reload

Como Fazer Uma Lista de Decoraçāo Perfeita Para Sua Casa

16.01.2019

1/10
Please reload

RECENTES
Please reload

TAGS
Please reload